Previous
Next

SCR

Meu carro vale a Fipe? Entenda como é avaliado o seu veículo

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Sempre que alguém pensa em vender o carro, a tabela Fipe serve como uma referência para saber o preço de mercado do veículo, ou seja, quanto ele vale.

Está nos seus planos negociar o carro, mas você não sabe muito bem como funciona e o que leva em consideração a tabela Fipe?

 Você está no lugar certo!

Leia o nosso artigo e saiba exatamente o que é a tabela Fipe e como ela pode ajudar você na hora de negociar o carro.

Tabela Fipe: O que é?

De forma bem resumida e fácil de entender, a tabela Fipe é o parâmetro de depreciação do veículo.

A Fipe serve como referência para quem pretende comprar, ou, vender carros usados e seminovos.

A sigla Fipe vem de Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, órgão que, desde 1973, é responsável pela pesquisa que define a tabela.

A tabela Fipe é atualizada todos os meses, a fim de garantir a confiabilidade dos preços dos veículos como um todo.

Interferência na negociação

Não pense que vai garantir o preço da Fipe em todo o negócio que você fizer, pois não é regra o valor descrito na tabela.

A Fipe acaba sendo mais usada para definir o IPVA e o cálculo do seguro do carro, ou seja, define quanto você pagará de imposto e qual será o ressarcimento do seguro, caso ocorra algum sinistro.

A verdade é que cada carro é único, e possui características que garantem maior depreciação, ou, valorização do modelo.

Reforçando o que foi dito lá em cima:  tabela Fipe é uma referência, mas existem outros pontos que influenciam no valor final do seu carro.

Se o veículo está bem conservado, você pode até ganhar mais do que a Fipe.

Agora, se o carro tem muitos quilômetros rodados e possui sinais de desgastes, como arranhões e batidas, o preço será abaixo do projetado pela tabela.

Existe outra característica curiosa, que também interfere na Fipe: o lugar em que você mora.

Por quê?

Dependendo do estado em que você mora, alguns modelos de carros são mais valorizados do que outros.

Por exemplo: Na região centro-oeste, as picapes e os SUVs são bem valorizados na Fipe, isso porque lá, esses modelos são muitos usados e procurados, especialmente por empresas.

Portanto, não fique surpreso se encontrar anúncios em outras regiões brasileiras com preços diferentes dos praticados no lugar aonde você mora.

Como consultar a Fipe

É bem simples consultar a tabela Fipe.

Você pode acessar o site pelo computador, ou então, pelo celular por meio de aplicativo via IOS, ou, Android.

Depois disso, é só informar a marca do seu carro, o modelo e o ano.

Aí então já aparecerá o preço médio do veículo consultado, servindo como base para negociações, ou, avaliações.

CLIQUE AQUI e descubra o valor do seu carro na tabela Fipe.

Dicas de como garantir uma boa avaliação no seu carro

Bom, ficou bem claro que a Fipe serve apenas como referência na negociação do carro, certo?

Agora, se você quer garantir uma boa valorização do seu automóvel, existem características que fazem toda a diferença na hora de definir o quanto ele vale.

A gente elencou as cinco principais:

Estado de conservação: A maioria das pessoas que procuram um carro usado gostariam que ele tivesse cara de carro novo. Sendo assim, garanta que o seu “possante” tenha a melhor aparência possível, sem arranhões, amassados ou problemas com a pintura.

  • Higiene: O carro pertencia a um fumante? Tem marcas de queimaduras ou manchas nos bancos? O mais importante é eliminar o cheiro, mas se houver outras marcas no carro e afetar sua estrutura, a desvalorização é certa.
  • Cor: Este é um fator que pesa na hora de vender um carro. Cores mais exóticas podem ter uma aceitação menor no mercado e, consequentemente, desvalorização e menos chances de venda.
  • Histórico do veículo: Esse item considera alguma colisão – o que afeta a estrutura do carro – e quilometragem percorrida. Se a integridade do veículo estiver afetada, ele pode ser desvalorizado na média de 8%.
  • Marca: A marca do seu veículo também acaba se tornando um fator de precificação. Nesta condição devem ser considerados também custo de manutenção e disponibilidade de peças para reposição.

Dito tudo isso, se você ficou com alguma dúvida, ou, está pensando em trocar de carro e quer avaliar o que tem hoje, procure uma das lojas do Grupo Promenac/Camvel em Itajaí, Balneário Camboriú, Porto Pelo e Navegantes.

Estamos sempre prontos para bem atender!

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba conteúdo exclusivo direto no seu e-mail.

Artigos relacionados